Histórias de um João de Barro

“Histórias de um João de Barro”, espetáculo de Bia Bedran, traz à cena o encanto das músicas e histórias do inesquecível Braguinha

Clássicos da literatura universal, emoldurados por canções de um dos maiores compositores brasileiros, interpretados por uma das principais referências na arte de contar e cantar para crianças. Essa é a receita de HISTÓRIAS DE UM JOÃO DE BARRO, espetáculo musical de Bia Bedran, especialmente concebido e escrito por Nick Zarvos para homenagear o inesquecível Braguinha.

HISTÓRIAS DE UM JOÃO DE BARRO reúne sete contos comnsiderados clássicos da literatura infanto-juvenil, que foram musicados por Braguinha na década de 60 na série “Disquinho”, da extinta gravadora Continental. São eles: O gato de botas; Festa no céu; O macaco e a velha; Os três porquinhos; Chapeuzinho vermelho; Os quatro heróis e A gata borralheira. No entanto, o texto de Nick Zarvos reserva uma grata surpresa para o público: as histórias são entremeadas por canções de Braguinha não ligadas ao universo infantil, entre elas Carinhoso; Balancê; Vai com jeito; Cantores do rádio; Copacabana; Laura; Urubu malandro, Primavera no Rio, Pastorinhas entre outras, num total de 38 músicas do compositor e seus parceiros.

“As canções escolhidas estão surpreendentemente adequadas às histórias contadas. Um exemplo é o conto A gata borralheira onde os músicos interpretam a composição “Cadê Mimi” no momento em que o príncipe procura por sua amada; ou quando o príncipe encontra finalmente a Cinderela e canta “Carinhoso”. Assim, lanço um olhar diferente sobre a narrativa, ao mesmo tempo em que as crianças conhecem mais da obra de Braguinha e os adultos revivem músicas tão maravilhosas do nosso querido João de Barro. Para isso, a direção musical e arranjos de Ricardo Medeiros e o texto deliciosamente criativo de Nick Zarvos foram essenciais.” explica Bia Bedran.

Para contar as histórias, Bia Bedran estará acompanhada por uma banda integrada pelos músicos Patrick Angello (violão 7 cortas), Alexandre Maionese (flauta e vocais), Tiago Souza (bandolim), Paulão Menezes (percussão) e Guilherme Bedran (violino e vocais). Na direção de Djalma Amaral, os músicos também exercem o papel de elenco de apoio, fazendo o coro nas histórias interpretadas por Bia.

O cenário de Histórias de um João de Barro reproduz o “jardim mágico” da infância de Bia. Um lugar que no imaginário infantil habitavam seres fantásticos e era ponto de partida para incríveis viagens pelo mundo das histórias. Vamos transpor essa magia para o palco, valorizada ainda pelos figurinos de Ney Madeira e o cenário que assino com Adriana Milhomem” afirma o diretor Djalma Amaral.

Ficha Técnica:

Roteiro:Histórias:

Músicas:

 

Com 34 anos de carreira traduzidos numa obra que reúne 10 CDs, 02 DVDs, 09 livros infantis, 25 espetáculos, programas de TV e uma dezena de prêmios, Bia Bedran se aproxima de Braguinha pelo interesse em comum pelo universo infantil. Agora, em Histórias de um João de Barro, Bia Bedran revisita Braguinha, num espetáculo que promete encantar crianças dos 0 aos 100 anos.

Logo m3 Agência Digital