Histórias de um João de Barro

“Histórias de um João de Barro”, espetáculo de Bia Bedran, traz à cena o encanto das músicas e histórias do inesquecível Braguinha

Clássicos da literatura universal, emoldurados por canções de um dos maiores compositores brasileiros, interpretados por uma das principais referências na arte de contar e cantar para crianças. Essa é a receita de HISTÓRIAS DE UM JOÃO DE BARRO, espetáculo musical de Bia Bedran, especialmente concebido e escrito por Nick Zarvos para homenagear o inesquecível Braguinha.

HISTÓRIAS DE UM JOÃO DE BARRO reúne sete contos comnsiderados clássicos da literatura infanto-juvenil, que foram musicados por Braguinha na década de 60 na série “Disquinho”, da extinta gravadora Continental. São eles: O gato de botas; Festa no céu; O macaco e a velha; Os três porquinhos; Chapeuzinho vermelho; Os quatro heróis e A gata borralheira. No entanto, o texto de Nick Zarvos reserva uma grata surpresa para o público: as histórias são entremeadas por canções de Braguinha não ligadas ao universo infantil, entre elas Carinhoso; Balancê; Vai com jeito; Cantores do rádio; Copacabana; Laura; Urubu malandro, Primavera no Rio, Pastorinhas entre outras, num total de 38 músicas do compositor e seus parceiros.

“As canções escolhidas estão surpreendentemente adequadas às histórias contadas. Um exemplo é o conto A gata borralheira onde os músicos interpretam a composição “Cadê Mimi” no momento em que o príncipe procura por sua amada; ou quando o príncipe encontra finalmente a Cinderela e canta “Carinhoso”. Assim, lanço um olhar diferente sobre a narrativa, ao mesmo tempo em que as crianças conhecem mais da obra de Braguinha e os adultos revivem músicas tão maravilhosas do nosso querido João de Barro. Para isso, a direção musical e arranjos de Ricardo Medeiros e o texto deliciosamente criativo de Nick Zarvos foram essenciais.” explica Bia Bedran.

Para contar as histórias, Bia Bedran estará acompanhada por uma banda integrada pelos músicos Patrick Angello (violão 7 cortas), Alexandre Maionese (flauta e vocais), Tiago Souza (bandolim), Paulão Menezes (percussão) e Guilherme Bedran (violino e vocais). Na direção de Djalma Amaral, os músicos também exercem o papel de elenco de apoio, fazendo o coro nas histórias interpretadas por Bia.

O cenário de Histórias de um João de Barro reproduz o “jardim mágico” da infância de Bia. Um lugar que no imaginário infantil habitavam seres fantásticos e era ponto de partida para incríveis viagens pelo mundo das histórias. Vamos transpor essa magia para o palco, valorizada ainda pelos figurinos de Ney Madeira e o cenário que assino com Adriana Milhomem” afirma o diretor Djalma Amaral.

Logo m3 Agência Digital